Pages

Saturday, June 14, 2008

Quando mentir deixa de ser coisa feia ...

O Marcos, do Webcetera, fez uma promoção no dia da mentira. Eu ganhei com este texto eu escolhi o prêmio em dinheiro, que dividi com o Sérgio, assim ambos recebemos um vale de R$50,00 das Americanas.com. O Sérgio contou nesse texto o que fez com o prêmio dele. Eu confesso que também pensei que o prêmio fazia parte da brincadeira ... houve uma pequena demora - tá houve uma boa demora - estamos falando de algo que aconteceu em 1 de abril, não tem como esconder isso, né ? E para complicar as coisas até a entrega do pedido gasto com o prêmio foi complicada, demorou quase 3 vezes mais por causa de um interfone quebrado.

Agora pense rápido, o que você compraria com R$ 50,00 ? E antes de tudo, eu não estou reclamando do valor do prêmio, longe isso - até porque eu NÃO era obrigado a dividir o prêmio com o Sérgio, fiz isso "apenas" para aliviar a culpa - estou apenas filosofando sobre aplicação de valores. Eu tinha que fazer um compra de 50 reais. Não podia ser menos, porque não tem troco (esclarecendo, o vale você usa só uma vez, se fizer uma compra de 10 reais você perde os 40 restantes), nem podia ser mais, por eu teria que completar o valor, algo que eu realmente não gostaria de fazer ... ah ! Eu tinha apenas alguns dias para efetuar uma compra.

Não seria algo de informática, porque um quad-core ainda não é tão barato e de suprimentos não há nada que eu realmente queira (ou precise). Não seria um CD de música, porque eu tenho um repertório musical extremamente limitado em volume (eu ouço quase os mesmos 10 CDs a muito tempo). Não seria utilitário para casas, porque eu também não poderia comprar uma TV LCD 42" HDTV com 50 reais (e esse é realmente o único sonho de consumo que tenho, ficaria perfeita ao lado do meu DVD Player). Não seria um livro, porque os mais de 6 livros que estão na estante (inclusive "O Código Da Vinci" devidamente embalado em plástico) denunciam de forma vergonhosa que eu não tenho tido muito tempo para ler (e mais um livro para pegar poeira na estante seria ainda mais vergonhoso). Então, sobrou para o meu vício... queimei os 50 reais em DVDs.

Dois títulos: o "Homem-Aranha" (o primeiro filme) em widescreen (para quem não sabe, as pessoas de inteligência questionável que lançaram o DVD do Homem-Aranha, lançaram cheio de extras, mais em fullscreen, foi uma grande decepção. Não houve versão widescreen até muito pouco tempo quando foi lançado com o preço superinflacionado, agora melhorou, mas só recomendo comprar essa versão wide se tiver ganho algum prêmio pela net e, ainda assim, não tiver nada melhor para comprar) e "300", edição especial (DVD Duplo), que tava uma pechincha, saiu por 19,90 - nem pergunte ... outra dessas vai demorar - foi quase um segundo prêmio. No total, incluindo o frete deixei de gastar R$ 1,30, algo razoável.

Parabéns ao Marcos pela promoção e obrigado pelo prêmio!

2 comments:

  1. Se você não fosse químico seria economista :-) Ou crítico de cinema :-)

    O 300 vale a pena... o Homem Aranha não gosto! Detesto herois que usam azul e vermelho, é sério :-)

    ReplyDelete
  2. Pode apostar que eu ganharia mais dinheiro como economista ou como crítico de cinema do que como químico.

    Pelo visto você gostou do terceiro filme do Homem-Aranha :-D

    O primeiro filme dessa série é o filme que todos nós devíamos levantar e dizer "obrigado". Foi ele que ensinou e mostrou ao cinema que era possível fazer os filmes do gênero com a qualidade que só nos nossos sonhos era possível ver.

    Inclua-se aqui todas as adaptações dos quadrinhos com os heróis de verde, vermelho e amarelo, apenas azul, os de preto. Além, claro, dos baseados em HQs para adultos, como o próprio "300".

    Resumindo, ele é item obrigatório na coleção. É um "marco de gênero", mesmo que não seja lá um "marco do conhecimento profundo" (é inegavelmente um filme comercial).

    []

    ReplyDelete